domingo, 7 de setembro de 2014

Eleições após delação premiada do ex-diretor da Petrobras



Estamos diante um escândalo politico e de corrupção sem procedência nas vésperas das eleições gerais no Brasil. Segundo, ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, em delação premiada acusa vários políticos da base aliada do governo, como parlamentares, Ministros de Estado, governadores em envolvimento na corrupção da Petrobras.

Segundo já antevia sobre a delação do ex-diretor, sua fala poderia comprometer as eleições e é o que realmente podemos prever, pois, há muitos envolvidos neste esquema de corrupção e que, de certa forma, beneficiou a candidatura de Aécio, pois, como partido de oposição, até o momento não tem nome de políticos de seu partido e de aliados  envolvido nesta lama pobre de corrupção.

Não poderia terminar diferente o mandato do PT e de seus aliados, já que a corrupção é uma bola de neve que quanto mais o tempo passa, mais ela vai aumentando a tal ponto que fica incontrolável e acaba explodindo e ai atinge a todos com seu esgoto, neste caso especifico.

O povo brasileiro tem nas mãos a arma correta para mudar e passar a limpo o Brasil basta deixar de lado a paixão e o  voto egoísta, ou seja, o voto de gratidão porque se  sente beneficiado  seja por algum tipo de Bolsa, ou por ter entrado na faculdade através de  uma politica social implantada ou ainda, porque tenha  conquistado sua casa própria devido ao Minha Casa Minha Vida. Nenhum brasileiro deve favor ao governo, toda conquista que é alcançada é dever do Estado e direito do cidadão, portanto, não há que se votar por obrigação ou agradecimento.

Sempre ouvimos dizer que um país tem seu desenvolvendo social, econômico e cultural através da  Educação, portanto, ao dar como prioridade no voto a ética, a idoneidade dos candidatos, de certa forma, está se dando um salto positivo  na Educação e principalmente, demostrando sua conduta moral, ética e de valores, isto é, qualificando o seu voto e dando um voto cidadão.

Nós, enquanto cidadãos e que temos um país que possui o direito de escolher nossos representantes não podemos nos abdicarmos deste direito para construímos uma Nação melhor. Temos que usar deste direito para construirmos um Brasil onde o principio fundamental de nossos governantes seja sua conduta moral, ética e de valores. Somente teremos uma melhoria na qualidade dos políticos e da politica quando também tivermos uma melhor qualidade de eleitores.


Ataíde Lemos 

Um comentário:

Luiza Menin disse...

Excelente reflexão Poeta.
Parabéns! Na minha opinião, essa delação pode ter um cunho politico, em vésperas de eleições, mas que é preocupante, é!
E diz o ditado: "onde há fumaça, há fogo"
Que Deus proteja nossa Pátria, nesse dia de feriado nacional e que ilumine os eleitores, na escolha dos futuros mandatários da nação!
Abraço